Hipertensão arterial deve ter atenção redobrada na pandemia; comorbidade está relacionada ao aumento das complicações da COVID – 19