Quase 650 milhões de pessoas terão a doença até 2030

Anúncio