Atividade física é aliada de quem deseja parar de fumar

O tabaco é responsável direto e indireto pela morte de aproximadamente oito milhões de pessoas por ano

Manaus – O Dia Nacional de Combate ao Fumo foi celebrado nesta segunda-feira (29). A mobilização alerta e sensibiliza as pessoas sobre os malefícios do cigarro. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS) o tabaco é responsável direto e indireto pela morte de aproximadamente oito milhões de pessoas por ano, no mundo.

Abandonar o vício do cigarro é um desafio que exige comprometimento e muito esforço, mas que traz benefícios diretos na qualidade de vida e saúde das pessoas, principalmente, no que diz respeito ao fortalecimento do sistema cardiorrespiratório e disposição. Para quem está em processo de abandono do vício ou deseja começar, um importante aliado é a prática regular de atividade física.

O profissional de educação física, José Roggero, explica que o processo de parar de fumar é difícil. “Há momentos em que a pessoa tem crises de abstinência que provocam estresse e ansiedade. O exercício físico, independente da modalidade, por liberar maior quantidade de endorfina, que é o hormônio do bem-estar, ajuda bastante. Além do exercício, o fumante deve procurar suporte médico para tratar o problema. O tratamento é multidisciplinar e precisa de acompanhamento em alguns casos de cardiologista, nutricionista, psicólogos, entre outros profissionais”, disse.

Segundo Roggero, uma das principais queixas de quem está parando de fumar é o ganho de peso. O motivo, muitas vezes, é que a pessoa acaba trocando o cigarro pela comida. A melhor maneira de evitar que isso ocorra é com atividade física e alimentação balanceada.

O especialista acrescenta que a pessoa que fuma passa a ter comprometimento do sistema respiratório, o que dificulta na realização de atividades simples, como subir uma escada, por exemplo. “Manter-se ativo durante o processo de abandono do cigarro, através da atividade física, é extremamente importante para a melhora do condicionamento”, frisou.

Indicação 

De acordo com José Roggero, o ex-fumante precisa ter consciência de que o processo de melhora da saúde exige paciência e persistência. Ele indica alguns tipos de atividades que vão ajudar no processo de recuperação. Um deles são as atividades aeróbicas, como a corrida, que vai ajudar diretamente no fortalecimento do sistema respiratório.

As aulas coletivas, como as de fitdance, ballet fitness, pilates e crosstraning, também são ótimas alternativas porque a pessoa acaba interagindo com outras e trocando experiências, o que auxilia no bem-estar físico e mental.  “Independente da atividade, o principal é se manter ativo. Deixar o vício do tabaco é um processo longo, mas que só traz benefícios”.

Anúncio