Atuação dos assistentes sociais ganha destaque e abrangência no novo cenário

Neste sábado (15) é comemorado o Dia do Serviço Social, área que vem ganhando destaque nos últimos anos, e mais ainda com a pandemia

Manaus – Neste sábado (15) é comemorado o Dia do Serviço Social, área que vem ganhando destaque nos últimos anos, e mais ainda com a pandemia, com atuação dos profissionais em hospitais, escolas, em repartições públicas, empresas privadas e também nas Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

Segundo a coordenadora do curso de Serviço Social do Centro Universitário Fametro, Maria Auxiliadora Barbosa Ferreira, esta é uma profissão que está diretamente ligada às mudanças na sociedade. O profissional atua contra as desigualdades, analisando e oferecendo soluções para melhorar as condições de vida das pessoas. Por isso, sua presença é requisitada em diversos segmentos.

Ela diz que um dos ganhos da categoria foi a criação da lei 13.935/2019, que garante a inserção do serviço prestado pelos assistentes sociais, como parte das políticas públicas de educação.

A presença do assistente social passou a ser mais frequente nas áreas de recursos humanos  (Foto: Divulgação)

Os assistentes sociais, de acordo com a coordenadora, também passaram a ser requisitados até mesmo em projetos ligados ao meio ambiente. “A sociedade tem exigido cada vez mais que as empresas tenham uma conduta responsável e minimizem o impacto das suas atividades econômicas. Nesse contexto, o assistente social trabalha apoiando a implementação de ações que permitam o funcionamento do negócio, sem que prejudique a população e o meio ambiente”.

A presença do assistente social passou a ser mais frequente nas áreas de recursos humanos e em projetos de responsabilidade social das empresas privadas. “Isso porque se percebeu a importância da valorização dos funcionários e de melhorar a qualidade de vida das pessoas que contribuem com a companhia”, pontuou.

Maria Auxiliadora ressalta que, nesse período de pandemia, o assistente social também vem desenvolvendo um trabalho de extrema importância, dando suporte aos familiares de pacientes de Covid-19, nas unidades de saúde. “Em muitos casos, é o único elo de contato deles com as famílias”.

A coordenadora destaca que o campo de atuação do assistente social é bem amplo e diversificado e que a qualificação é primordial. “A capacitação deve ser constantemente aprimorada. O mercado exige que o assistente social possua conhecimento técnico, mas principalmente que saiba lidar com situações difíceis. O profissional deve ter habilidade no planejamento, coordenação e execução de ações voltadas à população, com expertise em políticas públicas”, frisou.

Anúncio