Cinco importantes nutrientes que podem ajudar no crescimento do adolescente; veja quais

Vale reforçar que todas as etapas de desenvolvimento são importantes e cada adolescente tem o seu ritmo de crescimento

Manaus – Quem tem (ou já teve) filho na fase da adolescência sabe: durante a fase de crescimento, a fome é grande e muitas vezes a qualidade da alimentação não é levada em conta, o adolescente devora tudo que tem pela frente, incluindo muitas besteiras como salgadinhos, doces, chocolates.

Vale reforçar que todas as etapas de desenvolvimento são importantes e cada adolescente tem o seu ritmo de crescimento. (Foto: Freepik)

Mas, acredite, a falta de qualidade na alimentação pode impactar negativamente no desempenho de crescimento do seu filho. Isto não quer dizer que ele não vá crescer, mas que pode não atingir o seu potencial máximo.

A adolescência é uma fase extremamente dinâmica e marcada por algumas etapas distintas e com importância particular. Tudo começa ainda na infância, por volta dos 8 a 9 anos, quando existe um movimento orgânico de preparação para o crescimento linear (ganho de estatura), em que há aumento do peso e da gordura corporal. Esta fase é chamada de repleção pré-puberal e o corpo faz um pequeno acúmulo de gordura para dar início ao período conhecido como estirão puberal.

Durante este momento de repleção, muitos pais ficam preocupados, achando que o filho está ganhando peso acima do recomendado, o que não é necessariamente verdade, por isto a avaliação individualizada de um profissional é tão importante.

Vale reforçar que todas as etapas de desenvolvimento são importantes e cada adolescente tem o seu ritmo de crescimento. Logo, não adianta comparar o seu filho com os amigos. O essencial é analisar se o desenvolvimento de cada um está adequado conforme as curvas de crescimento estipuladas por órgãos de saúde. Se sim, tudo está exatamente como deveria acontecer.

Ainda com relação à alimentação, pelo fato do crescimento tornar-se acelerado, é natural a sensação de fome muitas vezes acima do normal, mas a qualidade deve ser monitorada já que alguns nutrientes, além da caloria, assumem função importante no crescimento e desenvolvimento, são eles: zinco, ferro, vitamina E, proteínas e vitamina A.

Proteínas

Encontradas em carnes, peixes, aves, ovos, leite e derivados. Estes alimentos são fonte de aminoácidos essenciais —ou seja, aqueles que nosso corpo não consegue produzir—, que desempenham função insubstituível relacionada ao crescimento: a imunidade e a renovação de todos os tecidos do nosso corpo. As leguminosas como feijão, grão-de-bico, lentilha e ervilha também são fontes viáveis de proteína.

Para garantir o adequado crescimento, deve-se obter um equilíbrio entre a caloria consumida e a proporção de aminoácidos que está no prato. Portanto, assim como a alimentação nesta fase não deve exceder limites, ela também não deve se tornar insuficiente. Tenha atenção também se o seu filho está muito “ligado” em restrições alimentares para manter a forma —isto não e saudável e não deve acontecer.

Zinco 

Auxilia o desenvolvimento sexual e do sistema reprodutor do adolescente, além de participar da integridade imunológica e do crescimento. O mineral está presente nas mesmas fontes da proteína além dos cereais como aveia, farelo, gérmen de trigo.

Ferro

Não existe crescimento sem ferro! Isto porque o mineral tem a nobre função de transportar oxigênio e está presente em todas as células do nosso corpo, inclusive no tecido muscular. Previne anemia, participa do desenvolvimento cognitivo e auxilia no sistema de limpeza do organismo.

Vitamina E

Em fase de crescimento é natural que ocorra o aumento das nossas células, e neste caso a vitamina E tornar-se ainda mais relevante, uma vez que nestas células temos a presença de compostos lipídicos que dependem da vitamina E. Este nutriente ajudará ainda no desenvolvimento do sistema reprodutor do adolescente, além de desempenhar papel antioxidante.

Vitamina A

Também conhecida como retinol, é encontrada nas carnes, vísceras, lácteos e derivados. Contribui significativamente com o metabolismo do zinco, na imunidade e do crescimento.

Estes são apenas alguns dos exemplos que exaltam a importância de uma alimentação com qualidade durante a fase da adolescência. Portanto, garanta que seu filho faça refeições variadas, com todos os grupos de alimentos. Esse cardápio deve ser também o da sua família, uma vez que a exposição do adolescente a bons hábitos nesta fase da vida é de fundamental importância para a incorporação de uma rotina alimentar em equilíbrio e que possibilite o crescimento e o desenvolvimento dentro do potencial máximo a ser atingido.

(UOL/ViverBem)

Anúncio