Conheça os alimentos que auxiliam na prevenção à depressão e ansiedade

Segundo nutricionista, alguns alimentos auxiliam na produção da serotonina, ajudando no combate dos sintomas da depressão e ansiedade

Manaus – Manter uma alimentação equilibrada e saudável faz bem para o corpo e a mente. Muitos alimentos, inclusive, podem auxiliar na prevenção à depressão e ansiedade. A dica é da nutricionista Lívia Ribeiro, neste mês em que a população é chamada a refletir sobre saúde mental, como parte da campanha Setembro Amarelo.

De acordo com Lívia, o cérebro produz substâncias chamadas de neurotransmissores, que atuam nas funções cerebrais. Um destes neurotransmissores é a serotonina, que fornece ao organismo a sensação de bem-estar, regulando o humor.

Segundo a profissional, alguns alimentos auxiliam na produção da serotonina, ajudando no combate dos sintomas da depressão e ansiedade, que tanto têm afetado as pessoas nos dias atuais. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o segundo País das Américas com maior número de pessoas depressivas, o equivalente a 5,8% da população. Além disso, é o primeiro lugar quando a questão é a prevalência de casos de ansiedade.

Segundo nutricionista, há frutas que previnem a depressão e a ansiedade (Foto: Divulgação)

Na depressão, a tendência é que a pessoa sinta-se sem energia e sem interesse em fazer tarefas comuns do dia a dia. Conforme Lívia, os alimentos podem ajudar, mas isso não anula a importância de procurar ajuda médica e psicológica para o tratamento da doença.

A nutricionista explica que os nutrientes ômega 3, magnésio, fibras, zinco, ferro e as vitaminas C, B1, B9 e B12 previnem contra a depressão e a ansiedade. O ômega 3 está presente em alimentos como as carnes, peixes, frutos do mar, ovos, castanha do brasil, nozes, amêndoas e banana. O cálcio é encontrado no leite e seus derivados, como o queijo. Já o magnésio pode ser consumido através da aveia, banana, semente de abóbora e castanhas. A vitamina B está presente no espinafre, couve manteiga, fígado, frango, ameixa, melancia e no leite; e a vitamina C em frutas como acerola, abacaxi, laranja, limão e tangerina. “É importante incluir a maior variedade possível desses alimentos nas refeições”, disse.

De acordo com Lívia, assim como alguns alimentos auxiliam na prevenção, outros podem aumentar os sintomas da depressão e ansiedade. Por isso, é necessário evitá-los. É o caso dos açúcares, refrigerante, sucos industrializados, energéticos, café, chá mate, verde e preto, bebidas alcoólicas em geral, arroz e macarrão não integrais, biscoitos recheados, salsinha e enlatados. “Esses produtos industrializados são prejudiciais à saúde, independente se a pessoa tem ou não depressão e ansiedade. O ideal sempre é optar por alimentos naturais, como as frutas e legumes”.

Anúncio