Especialista dá dicas de como evitar inchaço e dores nas pernas durante o isolamento

Uma das dicas, é evitar ao máximo ficar mais de duas horas sentado ou pé sem nenhum tipo de movimentação

Manaus – Não são apenas os atletas de alta performance que precisam de adaptação dos seus exercícios durante esta fase de pandemia e isolamento social. Pessoas sem hábitos muito rigorosos de exercícios físicos também têm sentido uma diferença em seus corpos, principalmente devido à retenção de líquido e inchaço nas pernas, visto que passam muito tempo em casa.

A médica cirurgiã-vascular Fabiana Lo Presti dá dicas para evitar esse problema, mesmo com as restrições para se sair de casa. “Estando em casa ou não, o principal é se movimentar. Para evitar inchaços, dores e retenção de líquido nas pernas, o ideal é evitar ficar mais de duas horas sentado ou pé sem nenhum tipo de movimentação. O ideal é caminhar dentro de casa a cada cinco minutos, a cada duas horas pelo menos”, explicou a especialista.

O exercício físico dentro de casa é uma das alternativas (Foto: Divulgação)

Segundo ela, existe uma diferença entre caminhar e simplesmente andar. “Caminhar é um movimento contínuo e ajuda a bombear o sangue das pernas para as outras partes do corpo. Isso pode ser feito durante alguns minutos em um corredor ou até mesmo em círculos”.

Outra dica super importante para evitar o desconforto dentro de casa é a prática de movimentos de dorso dos pés através de flexão. Pode ser usado qualquer degrau ou batente. Três séries de 15 repetições duas vezes ao dia são suficientes para fazer o bombeamento do sangue.

Já quem tem em casa uma bola plástica pode utiliza-la de forma muito eficaz. A ideia é usar a bola não muito cheia e fazer movimentos contra-resistência com o dorso dos pés, como se tivesse pisando na bola. Essa prática pode ser feita de três a quatro vezes por dia.

“Essas práticas poderão ser utilizadas mesmo quando a pandemia passar. Podemos usar esse momento de isolamento para adquirirmos com hábitos que ajudem a nossa saúde de forma permanente”, assegurou a especialista.

Ela dá mais dicas como essa em seu perfil de Instagram (@icvmanaus) ou pode tirar dúvidas através do número de WhatsApp (92) 98200-0092.

Anúncio