Fiocruz recebe, nesta sexta-feira, insumos para produzir mais 5 milhões de doses

A remessa se soma aos lotes já recebidos na última semana e em fevereiro, totalizando o equivalente a 35,2 milhões de doses

Rio de Janeiro – A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vai receber nesta sexta-feira (2) mais um lote de material vindo da China para produção de vacinas contra a Covid-19. A remessa será suficiente para a produção de mais 5,5 milhões de doses do imunizante, desenvolvido pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca, mas que será produzido no país.

A previsão de chegada do material é às 19h35, no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Cada lote tem, em média, 230 litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA).

A fundação segue trabalhando no escalonamento da produção para alcançar a capacidade de 1 milhão por dia (Foto: Divulgação)

A remessa se soma aos insumos já recebidos na última semana e em fevereiro, totalizando o equivalente a 35,2 milhões de doses, e que estão sendo processados em Bio-Manguinhos/Fiocruz (Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos).

Nesta sexta, a Fiocruz entregou ao Ministério da Saúde mais 1,3 milhão de doses de vacinas contra covid-19. Com a nova remessa, o Bio-Manguinhos totaliza mais de 4,1 milhões de vacinas produzidas e disponibilizadas ao governo federal.

A fundação segue trabalhando no escalonamento da produção para alcançar a capacidade de 1 milhão por dia.

As entregas ao Ministério da Saúde somarão 100,4 milhões de doses até julho. A partir do segundo semestre, com a incorporação da tecnologia do IFA, a Fiocruz prevê entregar mais 110 milhões de doses, incluindo a produção 100% nacionalizada.