Ministério da Saúde abre 52 vagas para reforçar atendimento no interior do AM

Novos editais são voltados para profissionais e gestores e possibilitam chamamento para trabalhar no interior do Estado. Inscrições abrem nesta quinta-feira (28)

Manaus – Após o processo seletivo voltado para Manaus, o Ministério da Saúde lançou um edital com mais 52 vagas por meio do programa Mais Médicos. Publicado na terça-feira (26), o edital visa levar mais atendimento médico ao interior do Amazonas. A medida visa reforçar a assistência à população e fortalecer o cuidado médico no enfrentamento à Covid-19 no Estado.

Edital nº 2 é voltado para profissionais que atuarão no atendimento de casos leves de síndrome gripal e Covid-19 nas Unidades Básicas de Saúde. A pasta também publicou o Edital nº 3 que orienta gestores que queiram renovar adesão ou contratar os eleitos no novo chamamento.

lista com municípios elegíveis foi publicada no site do programa nesta quarta-feira (27). As inscrições para profissionais serão abertas nesta quinta (28). Todas as informações e cronogramas estão disponíveis aqui.

Ministério da Saúde abriu 52 vagas para reforçar atendimento no interior do AM (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O anúncio de mais contratações foi feito pelo responsável pela Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) do Ministério da Saúde, médico Raphael Parente, na sexta-feira (22). “Estamos reforçando e ampliando o acesso à saúde em todos os municípios do Estado para não sobrecarregar a capital. Assim, concentraremos esforços naqueles pacientes que mais precisam de cuidado especializado e intensivo. Para fortalecer o atendimento, abrimos um primeiro edital para Manaus, convocando 108 médicos”, destacou Raphael Parente.

A necessidade de ampliação do Mais Médicos do interior do Amazonas foi um dos temas tratados em reunião técnica. Para a definição das vagas do programa, foi considerado também a população em cada município, a quantidade de casos novos e óbitos por Covid-19. Com esses dados, a pasta elaborou o novo edital, contemplando a população fora do eixo da capital.

Estratégia federal

As equipes do Ministério da Saúde estão no Amazonas há mais de 20 dias, com apoio em diversas frentes de atuação no enfrentamento da pandemia. A iniciativa de contratação dos médicos aconteceu com base na análise do cenário local. Esse diagnóstico técnico detectou que a principal deficiência no Amazonas, no contexto da pandemia, é a falta destes profissionais. Assim, o Ministério da Saúde solicitou abertura de editais emergenciais para provimento desses trabalhadores.