Ministério da Saúde inclui gestantes em grupo prioritário para vacinação

Decisão foi divulgada nesta terça-feira (27) durante audiência pública da Comissão de Enfrentamento à Covid-19

São Paulo – O Ministério da Saúde passou a incluir gestantes como grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19 no Brasil. O anúncio foi feito nesta terça-feira (27) durante audiência pública da Comissão de Enfrentamento à Covid-19, na Câmara dos Deputados.

Segundo Franciele Francinato, coordenadora do PNI (Programa Nacional de Imunização), a decisão foi tomada de acordo com as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e após uma reunião com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, realizada na última sexta-feira (23).

Ministério da Saúde passou a incluir gestantes como grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19 no Brasil (Foto: Divulgação)

“Novas evidências mostram um risco maior de hospitalização das gestantes e puérperas, optamos por incluir os grupos como grupo prioritário. Vamos fazer a vacinação em duas fases, primeiro as gestantes que apresentam comorbidades e depois independente de terem alguma condição pré-existente ou não”, afirmou Franciele.

A coordenadora ainda destacou que as vacinas disponíveis no Brasil não contêm os agentes vivos que podem se replicar no organismo. “A do Butantan (CoronaVac) já existem evidências de não ter risco para gestantes e as outras não tem agentes vivos que se replicam no organismo”, disse.

Anúncio