Nutróloga aponta os principais erros que dificultam o emagrecimento

Veja as informações e entenda o que fazer para emagrecer com saúde e de forma efetiva

São Paulo – As medidas de isolamento e de distanciamento social fizeram com que várias pessoas tivessem um aumento de peso. Por isso, cada dia mais, as pesquisas por técnicas de emagrecimento têm se intensificado.

Segundo Bruna Manes, médica nutróloga e especialista em modulação hormonal e endocrinologia, existem alguns erros que dificultam o emagrecimento e que podem ser prejudiciais à saúde. “Quando você não procura um especialista e decide emagrecer por conta própria, pode cometer alguns deslizes que, ao invés de te ajudar, vão te atrapalhar”, explica.

Bruna Manes, médica nutróloga. (Foto: Divulgação / MF Press Global

Para que você tenha bons resultados em seu processo de emagrecimento, a doutora Bruna Manes listou três erros que dificultam a perda de peso. Veja as informações e entenda o que fazer para emagrecer com saúde e de forma efetiva.

Dietas radicais

Quem nunca pesquisou sobre emagrecimento e encontrou uma dieta que prometia uma intensa perda de peso, não é mesmo?! A verdade é que essas medidas radicais que prometem resultados rápidos são um grande problema para quem deseja perder peso.

“Quando o indivíduo decide tentar emagrecer de acordo com dietas radicais, pode passar por uma perda de peso muito rapidamente. O problema é que, com isso, há perda de massa magra, o que diminui o metabolismo. O indivíduo pode até emagrecer, mas, como as dietas milagrosas têm data para terminar, vai ter problemas para manter seu peso”, aponta a nutróloga.

Deixar de comer e/ou pular refeições

Muitas pessoas pensam que, para emagrecer, precisam deixar de comer e, por isso, começam a pular refeições. Essa prática é maléfica não só para o processo de emagrecimento, mas também para a saúde.

“Quando o indivíduo deixa de comer e pula refeições, vai deixar de consumir nutrientes importantes. Isso vai fazer com que a pessoa sinta ainda mais fome depois, o que vai causar ansiedade. Não se esqueça de que comer menos não é sinônimo de perda de peso. Você precisa comer cerca de cinco vezes ao longo do dia e consumir todos os nutrientes necessários”, ressalta Manes.

Estar sempre atenta à balança

É provável que, quem está passando por um processo de emagrecimento, fique ansioso para conferir os resultados. Por isso, é comum que tenha o desejo de acompanhar os números na balança todos os dias. O problema é que se prender à conferência do peso todos os dias também pode ser prejudicial.

“A perda de peso não acontece da noite para o dia e, no início, a boa alimentação e a prática de exercícios físicos vão promover a substituição da gordura por massa magra. Esse processo não será mostrado na balança, pois não há perda de peso. Olhar os números todos os dias pode causar desânimo no indivíduo, uma vez que o resultado pode demorar a aparecer”, finaliza a especialista.

Anúncio