Saúde alerta para intensificação da vacinação contra febre amarela no AM

O alerta dá destaque à necessidade de fortalecimento da busca ativa de pessoas não vacinadas por parte dos municípios

Manaus – A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas, alerta para a intensificação da vacinação contra a febre amarela no Amazonas. O alerta, divulgado nesta quinta-feira (14), dá destaque à necessidade de fortalecimento da busca ativa de pessoas não vacinadas por parte dos municípios.

(Foto: Divulgação/FVS-RCP)

O alerta da Fundação, que está disponível aqui, também orienta que as Secretarias Municipais de Saúde realizem revisões das cadernetas vacinais de quem buscar os serviços de saúde municipais.

“Alertamos, para quem ainda não se vacinou contra a febre amarela, que é uma doença imunoprevenível, busque atualizar a carteira de vacinação com esse imunizante. Já os municípios devem intensificar a busca por faltosos desse imunizante”, destaca a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

A vacina contra febre amarela está disponível na capital e no interior do Amazonas por meio das unidades básicas de saúde. A cobertura vacinal contra a doença no estado mais atualizada, a de 2022, é de 62,18%, conforme levantamento da coordenação estadual do Programa Nacional de Imunizações na FVS-RCP.

O alerta epidemiológico chama atenção, ainda, para o quadro clínico inicial de febre amarela que é caracterizado por início súbito de febre alta, dor de cabeça intensa e duradoura, ausência de apetite, náuseas e dor muscular. “Em caso de aparecimento desses sintomas, a orientação é buscar um serviço de saúde para atendimento médico”, acrescenta a diretora Tatyana.

Caso confirmado

No dia 11 de dezembro, foi confirmada a morte de um homem, com idade entre 20 e 30 anos, por febre amarela. Ele havia sido notificado como suspeito em outubro deste ano e o diagnóstico foi emitido pelo Instituto Evandro Chagas. O homem trabalhava na zona rural de Presidente Figueiredo (distante 126 quilômetros de Manaus).

A FVS-RCP destaca que a investigação epidemiológica do paciente foi realizada de forma completa e incluiu atendimento médico em hospital de Manaus. Além disso, o caso foi descartado para dengue e leptospirose e a amostra foi encaminhada para diagnóstico para febre amarela.

Febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, imunoprevenível, de evolução rápida e gravidade variável. O agente etiológico é o vírus amarílico, um flavivírus transmitido por artrópodes (denominados vetores) em áreas urbanas ou silvestres. A manifestação da doença é idêntica em ambos os casos de transmissão.

Anúncio