Variante Delta tem o dobro de risco de levar à hospitalização, diz estudo

Maioria dos infectados era não vacinados; surto de Delta pode sobrecarregar sistema de saúde, ressaltam pesquisadores

Brasília – Pessoas que contraem a variante Delta do coronavírus têm duas vezes mais chances de serem hospitalizadas do que aquelas que foram infectadas pela variante Alfha, que foi detectada pela primeira vez na Inglaterra no ano passado, mostrou um estudo divulgado na sexta-feira (27).

Variante Delta é predominante no Reino Unido, onde o estudo foi realizado (Foto: Pixbay)

O estudo, baseado em mais de 43 mil pessoas com Covid-19, a maioria não vacinadas na Inglaterra, comparou o risco de hospitalização entre infectados com a Delta, cepa detectada pela primeira vez na Índia, e com a Alpha.

“Nossa análise destaca que, na ausência de vacinação, qualquer surto de Delta vai impor uma carga maior sobre a saúde do que uma epidemia de Alpha”, afirmou Anne Presanis, uma das principais autoras do estudo e estatística da Universidade de Cambridge.

O estudo foi baseado em casos entre março e maio durante os estágios iniciais da campanha de vacinação contra Covid-19 da Grã-Bretanha, então não foi capaz de avaliar o risco extra de internação hospitalar para pessoas não vacinadas ou parcialmente vacinadas.

O estudo, publicado no periódico Lancet Infectious Diseases foi o maior até agora em analisar casos de Covid-19 confirmados por sequenciamento do genoma do vírus.

Anúncio