Drones poderão ajudar pessoas em situação de perigo pelas ruas

Serviço ainda em fase de testes promete que o equipamento chega até o local em quatro minutos após ser acionado por um aplicativo

São Paulo – O uso da tecnologia para garantir mais segurança à população e para que policiais fiquem menos vulneráveis aos riscos da profissão já é uma realidade, mas há ainda muitas possibilidades que podem ser exploradas.

Segundo reportagem publicada no The Telegraph, a empresa AeroGuard está desenvolvendo um projeto no qual uma pessoa em perigo poderá usar o celular para enviar um alerta e acionar um drone que chegará até o local em apenas quatro minutos.

Empresa pretende usar drones para socorrer pessoas em situação de perigo (Foto: Pixbay)

Inicialmente, o serviço será testado na Universidade Nottingham, na Inglaterra, e terá como foco a proteção de alunas e funcionárias que circulam pelo campus. Richard Gill, um dos fundadores da empresa, afirma que os equipamentos podem ter até 80% dos recursos de um helicóptero usado pela polícia, o que reduziria os custos de um patrulhamento pelo ar.

O drone que será utilizado para atender aos chamados tem sensores de temperatura, potentes lanternas e conta também com um sistema de Inteligência Artificial que poderá rastrear o sinal de um celular. As imagens feitas pelas câmeras são enviadas para uma central de controle que irá monitorar a situação e acionar a polícia caso seja necessário.

O projeto foi desenvolvido em parceria com ex-policiais e autoridades da aviação civil e será apresentado para um programa de financiamento de pesquisas do governo inglês.

As forças policiais em todo o Reino Unido já começaram a usar drones para realizar operações, incluindo ajudar a procurar pessoas desaparecidas. A cidade de Cambridge investiu em três drones em 2020 que foram usados em 225 incidentes em cerca de 12 meses.

Anúncio