Fim do ícone: celulares BlackBerry vão parar de funcionar nesta terça-feira

Os celulares da BlackBerry vão perder funcionalidades básicas, como ligações, mensagens SMS e conexão à internet via Wi-Fi e redes móveis

EUA – Nesta terça (4), encerra-se uma importante parte da história da telefonia celular. A partir desta data, os celulares da BlackBerry vão perder funcionalidades básicas, como ligações, mensagens SMS e conexão à internet via Wi-Fi e redes móveis, o que enterra de vez os aparelhos que já foram símbolo de modernidade e conectividade.

Celulares da BlackBerry vão perder funcionalidades básicas, como ligações, mensagens SMS e conexão à internet via Wi-Fi e redes móveis (Foto: Divulgação)

O fim acontece porque a empresa deixará de dar suporte ao seu sistema operacional próprio, o BlackBerry OS, o que afetará todos os aparelhos com BlackBerry OS 7.1 ou anteriores. O sistema operacional, diferencial dos aparelhos na metade da década de 2000, não conseguiu conter o avanço do iOS, da Apple, e, principalmente, do Android, do Google.

A própria BlackBerry não resistiu à plataforma do Google. Há seis anos, ela adotou o sistema operacional do antigo rival em seus próprios telefones. Com a aposentadoria, o cemitério de sistemas operacionais engolidos por Apple e Google ganha mais um membro. Lá, estão sistemas como o Symbian (Nokia), o Windows Mobile (Microsoft), o Windows Phone (Microsoft) e o Firefox OS (Mozilla).

Com 43% do mercado de celulares corporativos e governamentais em 2010, a BlackBerry acabou mudando seus telefones para Android, começando com o BlackBerry Priv de 2015. Na época, a empresa já havia encolhido e fracassado em cativar um público maior, apesar de diversas tentativas de conter os avanços do Google.

Para os mais apegados, porém, a empresa manteve seu próprio sistema operacional móvel funcional. No entanto, os servidores que mantêm o BlackBerry OS ativo estão finalmente sendo desligados nesta semana.

A data já tinha sido revelada em 2020, quando a BlackBerry anunciou que não iria continuar o suporte do sistema operacional a partir de 2022 nos modelos antigos. O encerramento do software da empresa também vai afetar os aparelhos com Android: algumas ferramentas nativas, como o acesso ao gerenciador de senhas e serviços de mensagem com PIN.

Anúncio