Garotas espertas se inspiram em mulheres brilhantes

Em alusão ao dia 8 de março, projeto faz homenagem a mulheres que deixaram grandes contribuições para a ciência mundial

Manaus – Historicamente, o campo das ciências, principalmente das exatas, sempre foi ‘dominado’ pelos homens, mas as mulheres sempre estiveram ali, ocupando o lugar que lhes era dado, mesmo que de forma tímida e, por vezes, menosprezadas.

Dentre essas ‘mulheres brilhantes’ estão Ada Lovelace, Hipácia, Margaret Hamilton, Nancy Roman, Grace Hopper, Dorothy Voughan, Joan Clarke, Katherine Johnson, Rosalind Frankling, Mary Jackson, Hedy Lammar e Radia Perlman.

Em Manaus, uma ação desenvolvida pelo projeto Cunhantã Digital, em parceria com a Companhia Trilhares, faz homenagem a estas importantes mulheres que, em vida, deixaram grandes contribuições para a ciência mundial.

Projeto ‘Garotas Espertas se Inspiram em Mulheres Brilhantes’ é idealizado pelo Cunhantã Digital e conta com a parceria da Cia Trilhares (Foto: Eduardo Nakamura/Divulgação)

Mulheres na ciência

Criado em 2015, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o Cunhantã Digital nasceu com o intuito de incentivar a presença feminina na área tecnológica.

“Acreditamos que a tecnologia só alcançará seu potencial, de atender a todos, quando os diversos grupos e segmentos da sociedade estiverem representados”, destaca Fabíola Nakamura, uma das responsáveis pelo projeto.

E foi para alcançar esse objetivo que o Cunhantã Digital idealizou o projeto ‘Garotas Espertas se Inspiram em Mulheres Brilhantes’, que em parceria com a Cia Trilhares, lançará uma série de vídeos sobre a história dessas personalidades históricas.

“A parceria surge da ideia de divulgar e propagar a presença feminina no campo científico. Já acompanho o trabalho desenvolvido pela Trilhares há algum tempo e, quando surgiu a ideia, sabia que seriam parceiros ideais para este trabalho”, ressalta.

Desenvolvimento

Para a realização do projeto, a produtora cultural da Cia Trilhares, Rafaela Margarido, explica que foi feita uma audição em Manaus, com dezenas de atrizes mirins, para encontrarem os 12 perfis que procuravam.

“Como o Cunhantã Digital tem esse foco na área tecnológica, fechamos a lista de homenageadas com mulheres que foram importantes para a área das ciências exatas. Daí precisávamos encontrar as meninas ideais para cada perfil destacado”, explica Rafaela.

A produtora cultural destaca que durante a pesquisa foi triste constatar que, mesmo com grandes feitos, muitas dessas mulheres foram discriminadas e deixadas de lado pelo simples fato de serem mulheres.

Para este trabalho foram selecionadas as atrizes Lara Margarido, 9, Ana Rosa Carvalho, 10, Lara Maria, 6, Maria Carolina Zen, 8, Maria Clara Pimentel, 9, Ericka Tamilly, 12, Gaby Nakamura, 10, Jullie Eduarda, 11, Fernanda Jardim, 12, Milyanne de Oliveira, 10, Aadriya Pal, 8, e Ana Aurora, 8.

A seleção foi feita por Rafaela Margarido e pelas atrizes Dávilla Holanda e Ananda Guimarães.

Vídeos

Inicialmente, os vídeos serão publicados nas redes sociais do Cunhantã Digital e da Cia Trilhares e, posteriormente, serão utilizados como ferramenta de ensino em workshops, palestras, feiras e demais eventos do Cunhantã Digital.

Anúncio