Google Doodle homenageia criador de máscaras cirúrgicas

Wu Lien-teh é conhecido por ter criado uma das primeiras máscaras cirúrgicas para o rosto que mesclavam algodão e tecidos

São Paulo – O Google Doodle desta quarta-feira (10) é uma homenagem a Wu Lien-teh, um médico epidemiologista de origem sino-malaia. Ele é conhecido por ter criado uma das primeiras máscaras cirúrgicas para o rosto que mesclavam algodão e tecidos. As informações são do site Olhar Digital.

A ideia de Wu é considerada uma das primeiras versões de proteções cirúrgicas e também a precursora do padrão N95 de hoje, que é a máscara mais eficaz na proteção contra o novo coronavírus. O Google dedicou seu Doodle ao médico em comemoração ao seu 142º aniversário.

(Foto: Reprodução/Google Doodles)

Segundo o site Olhar Digital, Wu Lien-teh foi o primeiro aluno de ascendência chinesa a estudar medicina na renomada Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Ao voltar para sua terra natal, foi trabalhar com o governo da China como vice-diretor da Faculdade de Medicina do Exército, em 1908.

Médico ajudou a conter epidemia

Em 1910, Wu teve atuação fundamental na contenção da praga da Manchuria, um surto de pneumonia altamente contagioso e letal, que eclodiu no Noroeste da China. O epidemiologista ficou encarregado de investigar a doença, que foi descrita por ele como uma peste.

Transmitida por via respiratória, a praga da Manchuria tinha um índice de mortalidade de assustadores 99,9% e acabou matando 60 mil pessoas. Para contenção das contaminações, Lien-teh propôs que todos usassem uma máscara feita de algodão e gaze que filtrava o ar que era inalado, uma espécie de “N95 primitiva”.

Nobel de Medicina

Além do uso de máscaras, Wu Lien-teh também propôs outras medidas de contenção que são usadas contra o novo coronavírus, como isolamento social e desinfecção de prédios públicos. Na época, a epidemia foi contida em pouco tempo.

Por conta de sua atuação na contenção da praga da Manchuria, Wu foi indicado ao prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1935. Ele foi o primeiro chinês indicado nesta categoria. Wu Lien-teh morreu em 1960, aos 80 anos, vítima de um derrame.

Anúncio