Instagram começa a exigir data de nascimento de todos os usuários

Medida tem como objetivo proteger usuários menores de idade, que terão ferramentas para impedir contato com adultos desconhecidos

São Paulo – O Instagram anunciou nesta segunda-feira (30), que começará a exigir a data de nascimento de todos os usuários da rede social. A obrigatoriedade será utilizada para ter mais efetividade nas medidas de proteção aos menores de idade da plataforma que já estão em vigor. Para quem já está com o campo preenchido, nada muda.

Instagram começa a exigir data de nascimento de todos os usuários (Foto: Divulgação / Instagram)

Para os usuários que não preencheram o campo de nascimento, a rede social irá mostrar uma notificação no topo da tela do aplicativo, pedindo que informe a data completa, com dia, mês e ano. Ainda, com um aviso, será exigida essa informação para a visualização de conteúdo sensível ou explícito.

O Instagram informa que essas medidas irão auxiliar para a efetividade de soluções personalizadas para menores de idade, nicho ao qual a empresa vem dando atenção.

No mês passado, além de anunciar que adolescentes terão as contas privadas como pré-definição, a empresa revelou que irá interromper a microsegmentação de anúncios para essa faixa etária, sob o argumento de que esse público deve aceitar compartilhar dados com terceiros somente em idade adulta.

Em março, foi revelado que usuários com menos de 18 anos não poderiam receber mensagens de adultos desconhecidos, isto é, de fora do círculo social da rede (de seguidores e perfis seguidos).

Neste mesmo ano, surgiram rumores de que o Facebook, empresa dona do Instagram e WhatsApp, estaria trabalhando em uma rede social para crianças. O projeto, embora nunca confirmado, foi alvo de críticos dos Estados Unidos.

Atualmente, o Instagram é permitido apenas para maiores de 13 anos. A empresa reconhece, no entanto, que há casos em que usuários informam a data de nascimento errada, por isso, afirma que testa uma solução de inteligência artificial para estimar a idade das pessoas, ainda em estágio inicial.

“No futuro, se alguém disser que está acima de certa idade e nossa tecnologia apontar o contrário, mostraremos um menu de opções para que a pessoa possa verificar sua idade”, publicou a empresa em blog.

Anúncio