WhatsApp Pay começa a ser implementado no Brasil

Após sinal verde do Banco Central em março, aplicativo de mensagens finalmente libera recurso de transferência de dinheiro entre pessoas físicas

São Paulo – O WhatsApp anunciou nesta terça-feira (4), que pessoas físicas poderão transferir dinheiro por meio do aplicativo de mensagens, sem a cobrança de taxas. O recurso, chamado de WhatsApp Pay, começa a ser implementado gradualmente entre os usuários da plataforma nas próximas semanas.

O serviço estará disponível para clientes com cartões de débito, pré-pago ou combo das seguintes instituições financeiras: Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi e Woop Sicredi, com as bandeiras Visa e Mastercard. Operado pela Cielo, o modelo segue aberto para outras empresas interessadas em se tornarem parceiras. Cartões de crédito não foram contemplados.

(WhatsApp Pay começa a ser implementado no Brasil Foto: Divulgação)

Limites foram estabelecidos sobre o que pode ser transferido. Os usuários podem enviar até R$ 1 mil por transação e receber 20 transações por dia, com um limite de R$ 5 mil por mês. Os bancos parceiros podem estabelecer um limite menor para transações. Para usar o WhatsApp Pay, é preciso que o brasileiro tenha número de telefone cadastrado no País para que as transações em moeda local sejam autorizadas.

O WhatsApp Pay utiliza uma ferramenta da empresa-mãe, o Facebook Pay, para realizar as transações financeiras pelo app. Com isso, as transferências são protegidas com senha ou biometria, porém não possuem nenhum nível de criptografia.

Neste momento, apenas alguns usuários poderão utilizar o recurso e o restante vai receber a ferramenta gradativamente. Porém, se uma conta estiver com o pagamento habilitado, ela pode convidar parentes e amigos para a transação financeira — eles vão estar aptos para utilizar a ferramenta automaticamente.

Para fazer um pagamento, é necessário utilizar um cartão de débito ou pré-pago e clicar no contato e escolher a opção para adicionar a transição. O recebedor terá o dinheiro na conta na hora.

O presidente executivo do Facebook (empresa também dona dos aplicativos WhatsApp e Instagram), Mark Zuckerberg, comemora em vídeo o lançamento da plataforma no País e afirma que o Brasil é um dos primeiros países do mundo a receber a novidade: “Isso porque sabemos o quanto o WhatsApp é importante para o Brasil”.

O diretor de operações do WhatsApp, Matt Idema, afirma que o recurso ajuda a levar serviços financeiros às pessoas e diminui a exposição das pessoas à pandemia, já que se trata de uma maneira totalmente digitalizada de transferências. “Facilitar o envio e o recebimento de dinheiro de maneira segura não poderia ser mais importante neste momento”, diz o executivo em nota.

O WhatsApp já havia recebido sinal verde do Banco Central em março deste ano para atuar como “iniciador de pagamentos”, utilizando a plataforma Pix (de pagamentos instantâneos) como base para as operações.

O WhatsApp lançou em 15 junho do ano passado um serviço de envio e recebimento de dinheiro no Brasil, mas uma semana depois teve o serviço suspenso pelo BC, sob a justificativa de que era preciso avaliar questões de competição e privacidade.

Anúncio